top of page

Impacto da Seca no Amazonas nos Preços de Transporte de Carga

Atualizado: 1 de nov. de 2023

Como garantir o abastecimento de sua mercadoria, mesmo durante o período da seca nos rios do Amazonas.


Imagem do rio amazonas e casas ribeirinhas no período de seca
Rio amazonas em período de seca
 

O impacto da Seca do Amazonas no transporte de cargas


Para você que utiliza a rota de Manaus, é importante saber que devido ao baixo nível dos rios do Amazonas e consequente redução da capacidade de transporte de cargas, as empresas hidroviárias da região do Amazonas estão introduzindo a chamada "taxa seca", com reajuste de transporte de carga entre 25 à 50%, para compensar a redução da capacidade das balsas. Além disso, o Modal Cabotagem pode reduzir a frequência ou até paralisar. Neste post você encontrará os desafios e soluções para o transporte de carga da rota São Paulo para Manaus e Manaus para São Paulo

 

A seca no Amazonas é um desafio que impacta não apenas o ecossistema da região, mas também a economia, especialmente o setor de transporte de cargas. A região depende em grande parte do transporte marítimo e rodo-fluvial, sendo que mais de 80% das mercadorias que saem de Manaus rumo ao resto do mundo utilizam essas vias.


No entanto, devido à rápida descida dos níveis dos rios causada pela seca, as transportadoras enfrentam dificuldades crescentes. As balsas, que são essenciais para o transporte fluvial, agora estão operando com uma capacidade significativamente reduzida. O que antes era uma balsa capaz de transportar 10 carretas agora só pode acomodar 4 carretas. Isso não apenas limita a quantidade de carga que pode ser transportada de uma só vez, mas também eleva os preços do transporte na região. Veja o infográfico abaixo para entender mais sobre o impacto da seca do Amazonas no transporte de cargas



Infográfico explicando o que acontece em um navio navegando no rio amazonas em período de seca
Infográfico - rio Amazonas

Diante desses desafios, muitas empresas de transporte de cargas hidroviárias estão introduzindo a chamada "taxa seca". Isso representa um reajuste nos custos de transporte de carga, que pode variar de 25% a 50%, uma medida necessária para compensar a redução drástica na capacidade de carga das balsas.


A situação é preocupante, especialmente porque o tráfego em alguns pontos críticos do rio Amazonas já está restrito, com riscos de as embarcações não conseguirem mais passar. A Associação Brasileira de Armadores de Cabotagem (Abac) calcula que o nível do rio pode chegar a menos de 8 metros, o que é comparável à seca recorde de 2010.


Infográfico detalhando os anos de maiores secas no rio amazonas
Período de maiores secas no Rio Amazonas

Entretanto, não estamos aqui apenas para destacar os desafios, mas também para apresentar soluções. Na KM Cargo, estamos comprometidos em enfrentar esses desafios de frente e oferecer alternativas para manter o transporte de cargas eficiente e seguro em tempos difíceis.

Solução da KM Cargo para garantir o transporte de carga no período de seca do Amazonas - e evitar o desabastecimento de suas mercadorias

Imagem com carretas da KM Cargo e balsa com armazém flutuante
Solução KM Cargo

Além de mantermos as operações com carretas embarcadas em balsas fluviais, uma das soluções que implementamos é a utilização de balsas com armazéns flutuantes. Isso significa que as mercadorias serão transferidas das carretas KM Cargo para essas balsas-armazéns. Essa estratégia não apenas elimina o peso das carretas, tornando o transporte fluvial viável nas atuais condições, como também oferece um alto nível de segurança.

As balsas-armazéns contarão com seguranças armados, monitoramento por câmeras e cobertura securitária abrangente, garantindo a proteção das mercadorias durante todo o trajeto. Nossa prioridade é garantir que suas cargas cheguem ao destino de forma segura e eficiente, mesmo diante dos desafios impostos pela seca no Amazonas.

Em resumo, a seca no Amazonas tem impactado os preços e a capacidade de transporte de cargas na região. No entanto, na KM Cargo, estamos preparados para superar esses desafios, implementando soluções inovadoras e mantendo nosso compromisso de entregar com eficiência. Confiem em nós para cuidar das suas cargas, independentemente das circunstâncias.

 

Quer garantir o fluxo contínuo de suas mercadorias neste final de ano e evitar prejuízos?

Fale com a KM Cargo agora!


(11) 3474-1400 - São Paulo

(92) 3615-4966 - Manaus

 

Fonte: Texto adaptado do Valor Econômico e PIM Amazônia)

תגובות


bottom of page